Segue-nos

Insólito

Esta rapariga não gosta de se chamar Beyoncé.

Publicado

em

A página Humans of New York é conhecida por entrevistar gente normal e de forma aleatória. As histórias contadas nesta página comovem, fazem rir, e despertam consciências. Por isso esta página já tem mais de 12 milhões de seguidores…

Esta é a história de Beyoncé, uma rapariga que odeia o seu nome porque, segundo ela, chama muito a atenção, e isso mexe com ela porque diz-se não ser uma pessoa muito social e, por isso mesmo, ter um nome destes é tudo o que não se quer.

Fica o post, que ficou viral em pouco tempo:

“Sometimes I hate my name because it always draws attention to me, and I’m not a very social person. My family moved…

Posted by Humans of New York on Sábado, 4 de Abril de 2015

Insólito

Ele existe: sapo parecido com o Cocas, dos Marretas, encontrado na Costa Rica.

Publicado

em

Por

Uma nova espécie de sapo foi encontrada na Costa Rica por investigadores locais. O anfíbio, que vive em elevações entre 400 e 800 metros, é bastante parecido com o personagem Cocas – ou Kermit, em inglês – da série “Os Marretas”.

A espécie, batizada de Hyalinobatrachium Dianae, mede apenas  2,5 centímetros.

Os “sapos de vidro” têm esse nome devido à pele transparente, que permite ver órgãos internos. Este foi o primeiro da espécie a ser descoberto desde 1973.

 

cocas3 cocas1 cocas2

Continuar a ler

Insólito

Zebras a correr pelas ruas de Bruxelas.

Publicado

em

3 zebras escaparam de uma quinta nos arredores de Bruxelas, e foram filmadas, hoje, a correr pelas ruas da capital da Bélgica, bem ao estilo do filme Madagáscar.

Os animais terão fugido de um rancho local de criação de zebras, e foram capturadas pouco tempo depois do vídeo ter sido gravado. O vídeo dos animais a correr por uma rua, no meio dos carros, está a tornar-se viral…


Outro vídeo com outra perspectiva…

Continuar a ler

Insólito

Instant karma: Generosidade de empregado recompensada no imediato.

Publicado

em

Por

Quando um menino se aproximou do balcão de um restaurante em Katy, no Texas, o empregado reparou que o menino contava todas as moedas, na esperança que o dinheiro chegasse para pagar a sobremesa que queria.

O empregado, Travis Sattler, que estava na caixa registadora diz que “Ele estava um pouco nervoso. Acabou entregando-me tudo o que tinha.”

Mas todas as moedas e algumas notas de dólar não foram o suficiente para obter o seu desejo. Faltavam 2 dólares.

O empregado, que estava a poucos minutos do final do seu turno, usou o seu próprio cartão de crédito para pagar a sobremesa do menino.

Meia hora depois, o mesmo menino entregou ao empregado um papelinho e saiu… Vê o vídeo e percebe o resto da história.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS

Trending